GLAMOUR NO EMPREENDEDORISMO?






Já estamos cansadas de saber que o vemos nas redes sociais é apenas uma pontinha bem pequenina do iceberg: mulheres independentes, donas do seu próprio negócio, com agenda flexível, cabelos e unhas sempre impecáveis...


Claro que precisamos cuidar da nossa imagem enquanto mulher e profissional, mas esse não é o ponto aqui.


A reflexão que trago para hoje é essa “nuvem de glamour” sobre o empreendedorismo.


A verdade é que venderam uma imagem de vida fácil, agenda flexível, muito dinheiro, tempo livre de sobra...


Não há atalhos: o trabalho é árduo, constante e não tolera superficialidade.


Os desafios são muitos... Cólica? TPM? Filho doente? Noites sem dormir? Inadimplência? Quantas vezes você enfrentou tudo isso para atender um cliente ou para abrir a loja e tentar garantir o faturamento do mês?


Aqui você não “entrega” o que é solicitado pelos seus stakeholders. Aqui você entrega os seus sonhos, com suor e muita luta: não há espaço para o glamour na hora da execução.


E quando o cansaço e o desânimo bater à porta, o que eu faço?


Pergunte-se: o que te motivou a buscar o empreendedorismo? Foi uma demissão, transição de vida, o falecimento de um ente querido, divórcio ou talvez a maternidade? A sugestão aqui é resgatar na sua história as razões que a levaram a tornar-se uma empreendedora. Lembre-se dos pontos positivos e veja se é possível equalizar os negativos.


O verdadeiro glamour de uma vida empreendedora está dentro de você, no brilho dos seus olhos “internos” que sabem qual o caminho a seguir. É abrir o coração e abraçar uma causa maior!

E a maior liberdade é assumir os seus sonhos para você mesma! Esse glamour ninguém tira de você...




Mude a sua vida hoje. Não deixe para arriscar no futuro, aja agora, sem atrasos. Simone de Beauvoir


(Foto: arquivo pessoal)



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo